Sessão especial alusiva ao Dia Internacional da Mulher  teve 19 homenageadas

A noite da última quinta-feira (14) foi especial para a Câmara de Barra Mansa. Após a realização da sessão ordinária, os vereadores barra-mansenses realizaram homenagens a 19 mulheres, em sessão especial. A homenagem foi uma forma de comemorar e refletir sobre o Dia Internacional da Mulher, celebrado em 8 de março.  

Com histórias de vida bastante distintas, mas em comum a superação das desigualdades, essas foram as 19 homenageadas da noite:  Amanda Cristina Flauzino Pires; Caroline Macedo Pires ; Denise De Carvalho Rodrigues Moreira; Eliane Groetaers De Moraes; Gisele Campos De Souza Silva; Leosina Cândida De Avelar; Maria Cristina Da Silva; Maria Garcia Barros; Maria Hercília Fiuza Farias Da Silva; Maria Lúcia Xavier Pacheco; Mariana Sobreira Almeida; Rosana Domício Dos Santos; Rosângela Silveira De Souza; Roseline Rodrigues Moreira;  Sônia Maria De Camargo Coutinho Parreira; Sônia Vitoria Toniato; Terezinha Teixeira; Vanessa De Novaes Oliveira e Vicentina De Paula Santos.

Foram as histórias de superação, determinação, compromisso e respeito que levaram as 19 mulheres a serem escolhidas para a homenagem.  Representando o executivo municipal, integram a mesa principal a vice-prefeita Fátima Lima e a secretária de assistência social, Ruth Coutinho. Completaram a mesa o presidente da câmara, vereador Paulo Afonso Sales Moreira, o deputado estadual, Marcelo Borges da Silva, e a vereadora Maria Lúcia Moura da Fonseca, que falou em nome de todos os vereadores, estacando a importância da reflexão sobre as desigualdades que ainda estão presentes no cotidiano  da  mulher.

-O Dia Internacional da Mulher tem o objetivo de prestar uma justa homenagem e, principalmente, fazer refletir sobre a situação da mulher na sociedade. É preciso diminuir e, quem sabe, extirpar o preconceito e a desvalorização ainda impostos à mulher. Um exemplo claro é a falta de representatividade política da mulher. Apesar de sermos a maioria do leitorado, ainda somos a minoria nas candidaturas aos cargos do Executivo e Legislativo. Essa falta de representatividade reflete na quantidade de políticas públicas para as mulheres -  declarou a vereadora Maria Lúcia.

A secretária municipal de assistência social, Ruth Coutinho, falou sobre os atendimentos realizados pela secretaria em auxílio às mulheres, principalmente as vítimas de violência doméstica. A secretaria destacou a importância das políticas públicas que priorizam o empoderamento da mulher, como o programa Minha Casa Minha Vida que privilegia a propriedade em nome das mulheres, dando-lhes autonomia. A vice-prefeita, Fátima Lima, também ressaltou  a necessidade de se promover a autonomia das mulheres, que cada vez mais se tornam responsáveis pela manutenção financeira de suas famílias e vem conquistando seu lugar dentro de vários espaços na sociedade. Fátima Lima, ainda destacou que o executivo municipal vem trabalhando para promover políticas públicas voltadas à mulher, focando, principalmente a reabertura do Centro Especializado de Atendimento à Mulher - CEAM.

Para o presidente da câmara, vereador Paulo Afonso Sales Moreira, a sessão em homenagem às mulheres é  importante para valorizar o trabalho realizado por elas na construção de uma sociedade mais justa, principalmente, diante de tantas notícias de violência contra a mulher.

- As recentes notícias de violência contra a mulher  mostram o quanto a sociedade ainda precisa avançar para que homens e mulheres tenham as mesmas oportunidade e sejam respeitados igualmente. Todas as homenageadas desta sessão especial foram escolhidas porque representam, cada uma com sua história e sua dedicação, a luta por uma sociedade melhor. Devemos a elas, esta pequena homenagem, mas significativa por representar nossa admiração e respeito. A dona Maria, homenageada por mim, é um exemplo de luta e superação, assim como todas as mulheres que anonimamente vem construindo uma sociedade melhor – destacou o presidente.

O deputado estadual, Marcelo Borges, que ocupou cadeira no legislativo municipal até o início deste ano, lembrou de seu projeto de lei que criou o CEAM – Centro Especializado de Atendimento  a Mulher- e informou que no dia da sessão, a ALERJ havia aprovado projeto de lei que proíbe a diferença salarial entre homens e mulheres no Estado do Rio de Janeiro.

-Nós precisamos acabar com esse preconceito e essa desigualdade que enfrentamos na sociedade em relação às mulheres. A mulher muitas vezes é desvalorizada, ainda que realize o mesmo serviço que um homem, seu salário é inferior, isso não é correto, porque a competência e capacidade de homens e mulheres são iguais – afirmou Marcelo.

 

 

::: Sessões da Câmara

13 Jun 201907:00PM -
Sessão - Itinerante
11 Jun 201907:00PM -
Sessão
06 Jun 201907:00PM -
Sessão

::: Contato

(24) 3322-2652
(24) 3322-3752